Janeiro Branco: mês de prevenção aos transtornos mentais

No decorrer dos últimos anos, principalmente com a chegada da pandemia do coronavírus, houve um aumento considerável das doenças mentais. Para ter uma ideia, o Brasil é considerado, segundo a Organização Mundial da Saúde (OMS), o país mais ansioso do mundo e o quinto mais depressivo. E é exatamente por esses dados alarmantes que o Janeiro Branco foi criado. 

Mas você sabe do que se trata? Se ainda não, chegou a hora de conhecer em detalhes o mês de prevenção a saúde mental. Continue lendo este texto e confira! 

O que é o Janeiro Branco?

O Janeiro Branco tem como objetivo principal chamar a atenção das pessoas para as questões relacionadas à saúde mental e emocional de toda a humanidade. Afinal, uma sociedade mais saudável significa uma cultura da saúde mental no mundo.

E o primeiro mês do ano é escolhido, pois em termos simbólicos e culturais, as pessoas estão mais propensas a pensarem em suas vidas, nas suas relações sociais, nas condições de existência, nas suas emoções e também nos seus sentidos diante da humanidade. 

A campanha foi iniciada em 2014 pelo psicólogo Leonardo Abrahão Pires Rezende. O Janeiro Branco é formado por voluntários de todo Brasil que se engajam para informar a população sobre os dados da saúde mental, a partir de palestras, cursos, oficinas, workshops, entre outras formas. 

Jovens são os mais atingidos pelos transtornos mentais 

Uma das fases do ser humano mais complicada com toda certeza é a adolescência. Mudanças hormonais, incertezas sobre o futuro, do que escolher para si são alguns dos fatores que deixam os jovens no topo dos mais atingidos pelos transtornos mentais. De acordo com estudos na área, adolescentes entre entre 10 e 19 anos.  

Os dados apontam também que metade de todas as doenças mentais começam aos 14 anos, porém a maioria dos casos não são detectadas nem mesmo tratadas. Entre os transtornos, a depressão se destaca como uma das principais causas de doença nos adolescentes. Por isso, o suicídio é a terceira maior causa de mortes dos jovens. 

A saúde mental e a pandemia da Covid-19

Estudo publicado na revista The Lancet destacou que a pandemia de coronavírus provocou o aumento global em distúrbios como a depressão e a ansiedade. Conforme a pesquisa, foram 53 milhões de novos casos de depressão e 76 milhões de ansiedade no primeiro ano da covid-19. Entre os grupos mais afetados estão os jovens e as mulheres. 

É possível ter uma boa saúde mental?

A resposta é sim. Mas claro, a tarefa não é fácil, diante de tantos problemas que vemos todos os dias. A prevenção inicia com o conhecimento e compreensão dos primeiros sinais e sintomas de alerta da doença mental. Portanto, alguns hábitos simples e eficazes que podem ser adotados são:

  • Buscar ter um sono saudável;
  • Praticar exercícios físicos;
  • Desenvolver estratégias de enfrentamento dos problemas;
  • Buscar medidas para lidar com as emoções;
  • Ter o apoio da família, escola e comunidade.
  •  

A Reunidas apoia o Janeiro Branco! E lembre-se: participe e colabore com a conscientização e prevenção da saúde mental. Vamos juntos nessa causa!

NOTÍCIAS RECENTES